Que horas são? É hora de… costurar?

Esse post foi originalmente postado no meu outro blog, em Agosto de 2014. Achei legal postar ele aqui de novo pra explicar pra vocês sobre minha paixão pela costura – como começou e como a história de verdade começou e mudou tudo – e também pra compartilhar um pouco do amor lindo que tenho pela A Costureirinha e pela Elisa (que é a costureirinha!) Então aproveitem! <3


 

Siiim, costurar!!! <3 <3 <3

Vamos começar do início pra vocês entenderem… Desde criança moda e costura eram coisas que eu era apaixonada. Cresci no meio dos tecidos e das revistas “Manequins” da minha vó, que costurava até minhas próprias roupas. Brincava com bobinas de máquina desenrolando linhas, morria de medo de levar uma alfinetada, e todo natal pedia uma maquininha de costura de presente (pra dali a 2 semanas ficar desapontada porque elas nunca realmente funcionavam)! Quando cresci, queria fazer faculdade de moda, mas a vida não deixou. Enfim… a parte de costura na minha vida acabou por ai, e eu segui vários e vários outros caminhos. Até um mês atrás!

Já fazia um tempo eu seguia o blog e a newsletter d’A Costureirinha, que oferecem vários cursos que pareciam ser muito bacanas de costura. Sempre tinha vontade de fazer os cursos, mas como eu morava em Santos e os cursos eram em São Paulo, nunca tive a oportunidade… até que em junho, enquanto eu já morava aqui, recebi uma newsletter sobre o curso de férias! Perfeito! Meu pai me deu o curso de presente e acho que foi um dos melhores presentes que recebi!

O curso era sobre conquistar sua independência costureira – basicamente era pra quem não manjava dos paranauê da máquina de costura, mas queria muito aprender a usar a sua. Eu não tinha uma máquina, mas sempre quis comprar, então era meio que um teste pra ver o quanto eu iria dominar e me apaixonar por mais essa arte!

Costurinhas!
Costurinhas!

Não preciso dizer que eu não sabia nada de uma máquina de costura né? E mesmo assim esses daí são alguns dos resultados das 3 primeiras aulas! Siiiiiiiiim! No total, foram 8 aulas, cada uma de 3 horas, e eu já aprendi a domar essa coisa chamada amor máquina de costura. Também não preciso dizer que pela terceira aula eu já tinha comprado minha própria máquina pra me divertir em casa né?

As aulas são super dinâmicas, divetidas e descontraídas. Primeiro de tudo que você aprende fazendo, sem muito lenga lenga (o que pra mim é um ponto primordial. As aulas eram de manhã, e eu tinha acordado cedo pra chegar no horário, então se alguém quisesse dar aula de faculdade eu ia acabar dormindo!).  Além de todos esses pontos positivos sobre a prática da aula, as meninas que dão o curso, a Elisa e a Dani, são as pessoas mais pacientes que já conheci hahahahah. Elas respeitavam o ritmo de cada uma (mesmo nossa turma tendo apenas 3 alunas!), sempre ensinando com a maior delicadeza e carinho, dando as dicas, tirando as dúvidas e acalmando a cada “bololó” de linha que travava a máquina!

Resumidamente: em julho aprendi a costurar (tipo, de verdade mesmo! hahahaha) e ainda conheci duas pessoas incríveis e com histórias incríveis, num ambiente mega descontraído e tranquilo, e tudo sem pressa nem correria. Por mim ficava naquele curso pra sempre, porque foi uma experiência deliciosa e que só agregou valores na minha vida. Pode não parecer mas a máquina de costura também te dá lições de vida, como por exemplo respeitar seu ritmo, ir na boa e, se as coisas enrolarem, vai com calma que tem como consertar! E um desviozinho lá e cá é normal e dá sempre pra voltar pro caminho normal – e se não der é só descosturar e costurar de novo voltar atrás e fazer de novo. 🙂

Luvinha de matelassê e avental com bolsinhos!
Luvinha de matelassê e avental com bolsinhos! Fotos surrupiadas amavelmente do insta d’A Costureirinha

A minha dica é: quem gosta de costura, quer aprender mas não sabe como, tem vontade mas tem medo ou qualquer outra coisa – vá fazer o curso com elas! Aproveita que tem curso com as inscrições abertas e corre! Garanto que é o melhor investimento que vocês vão fazer se tratando de costura! (Pra vocês terem noção de como o curso me deixou: estou a uma semana sem costurar – porque minha mesa só chegou hoje – e já me sinto maluuuuca de abstinência! hahahahah) Corre corre e vem pra esse lado mais colorido da vida, cheio de costurices lindas! <3

 

E pra deixar claro: isso não é publipost! Ninguém me pagou pra escrever isso nem nada do tipo. Esse post é por motivo de me apaixonei pela costura e pelo curso dessas meninas. E acredito demais no trabalho delas pra divulgar sem medo (e sem ser paga) pra vocês! 

Mariana Maneira

Mariana Maneira

Nascida em pleno verão de Janeiro de '89, em Santos. Mãe da Luna, nascida no fim do inverno, em Setembro de '16, em São Paulo. Amo a praia e o caos da cidade. Sou formada em produção multimídia, trabalhando como webdesigner, costurando nas horas vagas. Provavelmente escrevi esse post do celular, enquanto a Luna dormia ou mamava.
Mariana Maneira

Últimos posts por Mariana Maneira (exibir todos)

Você também pode gostar

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *